Começa o desafio nos tubos do Maui and Sons Pro Tour no Chile

By WSL South America | 5 de agosto de 2015 | noticias

Robson Santos estreou com vitória na defesa da liderança do ranking regional da WSL South America e os destaques nos tubos da quarta-feira foram o também brasileiro Lucas Chianca, o peruano Alvaro Malpartida, o chileno Nicolas Vargas e o americano Johnny Noris

As ondas baixaram um pouco na quarta-feira e El Gringo bombou lindos tubos de 6-8 pés para dar a largada na sexta edição do Maui and Sons Arica Pro Tour em Ex-Isla Alacrán, no Chile. A etapa do QS 1500 prossegue até domingo e vale 1.500 pontos para o WSL Qualifying Series, além de 1.000 pontos para o ranking que vai apontar o campeão regional da WSL South America. O líder do ranking, Robson Santos, estreou com vitória na quinta das oito baterias realizadas na quarta-feira. Mas, os destaques do primeiro dia foram o também brasileiro Lucas Chianca, recordista absoluto com nota 9,75 e 17,25 pontos de 20 possíveis, além do chileno Nicolas Vargas, o peruano Alvaro Malpartida e o norte-americano Johnny Noris, que surfaram tubos incríveis para tirar notas excelentes, entre 9,5 e 10. A primeira fase da competição continua nesta quinta-feira, a partir das 8h00 em Arica, no Chile.

Robson Santos (BRA) (@pablojimenez_photo)
Robson Santos (BRA) (@pablojimenez_photo)

“Ainda bem que estou aqui, pois foi bem difícil a viagem com aeroportos fechados por causa do clima, mas consegui chegar ontem (terça-feira) à noite. Hoje foi a primeira vez que surfei aqui, já direto na bateria, então estou feliz por ter vencido”, disse Robson Santos. “Estou focado no meu objetivo, que é ganhar esse campeonato para somar pontos no ranking mundial (WSL QS) e para o título sul-americano também. Esse lugar aqui dá altas ondas. Estão um pouco menores do que no ano passado, mas acho que esse ano vai ser mais difícil porque tem muita gente boa, havaianos, australianos, americanos e um monte de brasileiros que são bons de tubo. Só que estou aqui e sei entubar também, então vou dar uma dura nos caras”.

Depois de derrotar os brasileiros Alcides Lopes e Samuel Igo e o chileno Alejandro Diaz em sua estreia no Maui and Sons Arica Pro Tour de 2015, Robson Santos agora vai enfrentar na terceira bateria da segunda fase o francês Andy Criere, o chileno Christian Merello e o brasileiro Wesley Leite. Seu principal concorrente na disputa do título de campeão regional da WSL South America é o jovem carioca Lucas Silveira. Ele não competiu na quarta-feira e fará sua primeira apresentação em El Gringo no terceiro confronto da quinta-feira no Chile, contra o também brasileiro Halley Batista, o australiano Max Longhurst e o americano Brad Ettinger.

Lucas Chianca (BRA) (@pablojimenez_photo)
Lucas Chianca (BRA) (@pablojimenez_photo)

“A expectativa é grande para entrar logo na água e competir”, disse Lucas Silveira. “El Gringo é uma das minhas ondas favoritas no mundo, eu gosto muito desse tipo de onda com tubos e, não sei porque, mas quanto mais perigoso o lugar eu sinto mais prazer de surfar. O mar estava bem grande nos últimos dias, então deu pra surfar altas ondas aqui em El Gringo e em El Buey para me acostumar melhor com essas condições pesadas daqui. Para mim, ser campeão sul-americano seria um título inédito, ter um troféu da WSL. Mas, o Robson (Santos) está numa fase boa também, está surfando bem essa onda, então não quero pensar nisso e só em pegar o máximo de tubos possível, aí no final vamos ver o que acontece”.

Entre os principais destaques da quarta-feira, o peruano Alvaro Malpartida, campeão do Maui and Sons Arica Pro Tour em 2013, foi quem surfou o primeiro tubaço do dia em El Gringo, que valeu nota 9,50. Mesmo assim, ele ficou em segundo lugar no confronto vencido pelo brasileiro Yago Dora por 13,50 a 12,50 pontos. O australiano Caiden Fowler foi eliminado em terceiro lugar com 9,50 e o havaiano El Olson ficou em último com apenas 5,35 pontos nas duas notas computadas. Malpartida agora vai abrir a segunda fase junto com mais dois peruanos, Sebastian Correa e Joaquin Del Castillo, além do recordista absoluto do primeiro dia, o brasileiro Lucas Chianca. Apenas os dois primeiros colocados avançam para a terceira fase.

Alvaro Malpartida (PER) (@pablojimenez_photo)
Alvaro Malpartida (PER) (@pablojimenez_photo)

“Me sinto bem preparado, estou vindo de Puerto Escondido (México), então estou bem fisicamente, mentalmente e tenho treinado bastante nesses últimos anos para conseguir bons resultados nas competições”, disse o peruano Alvaro Malpartida. “As ondas estão muito boas, tem muitos competidores bons aqui e minha bateria foi muito difícil. Todos surfaram bem. Tinha um australiano (Caiden Fowler), o havaiano Eli Olson e o brasileiro Yago Dora, que me venceu. Eu consegui pegar um bom tubo para passar e estou confiante para tentar repetir a vitória que conquistei aqui em 2013”.

Além de Alvaro Malpartida, apenas o chileno Guillermo Satt tem chance de conseguir um inédito bicampeonato no Maui and Sons Arica Pro Tour. Isto porque o vencedor da primeira edição em 2009, Gabriel Villaran, do Peru, da terceira em 2012, Anthony Walsh, da Austrália, e o campeão do ano passado, Jessé Mendes, do Brasil, não estão competindo esse ano em El Gringo. Guillermo Satt vai estrear na sexta bateria da quinta-feira, contra o também chileno Tristan Aicardi, o peruano Cristobal de Col e o brasileiro João Chianca.

“El Gringo é a onda que sempre surfo aqui no Chile, estou em casa e bem confiante, com boas pranchas, tudo perfeito para surfar bem essa onda e as condições estão muito boas pra competir”, disse Guillermo Satt, campeão do Desafio de Arica em 2011. “No primeiro dia (terça-feira) foi ‘lay day’ porque o mar estava muito grande, mas hoje já melhorou, a condição ficou incrível e será assim nos próximos dias, um pouco menor, mas bem mais perfeito. Estou superconcentrado e focado para tentar uma vitória de novo aqui, mas estou bem tranquilo e vamos ver o que vai acontecer”.

O Maui and Sons Arica Pro Tour está sendo transmitido ao vivo pela internet no http://www.mauiandsons.cl/aricaprotour2015/ e a primeira chamada para a continuação da primeira fase foi marcada para as 8h00 no Chile. O confronto que vai abrir o segundo dia é o único que só tem três competidores para brigar por duas vagas para a próxima fase, o peruano Miguel Tudela e os brasileiros Jeronimo Vargas e Tales Araujo.

————————————————————————
João Carvalho – jcarvalho@worldsurfleague.com
WSL South America Media Manager

Entrevistas: Klaus Kaiser – Tour Manager da WSL South America
————————————————————————

PRIMEIRA FASE DO MAUI AND SONS ARICA PRO TOUR
——–1.o e 2.o=Segunda Fase / 3.o=33.o lugar (US$ 400 e 180 pontos) e 4.o=49.o lugar (US$ 300 e 165 pts):
1.a: 1-Sebastian Correa (PER)=11.00, 2-Kiron Jabour (HAV)=8.10, 3-Phillippe Chagas (BRA)=3.15, 4-Diego Del Corral (CHL)=1.05
2.a: 1-Lucas Chianca (BRA)=17.25, 2-Manuel Selman (CHL)=15.00, 3-Luke Shepardson (HAV)=10.75, 4-Rafael Tapia (CHL)=4.40
3.a: 1-Yago Dora (BRA)=13.50, 2-Alvaro Malpartida (PER)=12.50, 3-Caiden Fowler (AUS)=9.50, 4-Eli Olson (HAV)=5.35
4.a: 1-Nicolas Vargas (CHL)=12.55, 2-Joaquin Del Castillo (PER)=8.85, 3-Keoni Yan (HAV)=6.35, 4-Weslley Dantas (BRA)=0.00
5.a: 1-Robson Santos (BRA)=9.60, 2-Alcides Lopes (BRA)=9.00, 3-Samuel Igo (BRA)=3.25, 4-Alejandro Diaz (CHL)=3.10
6.a: 1-Andy Criere (FRA)=12.35, 2-Luan Wood (BRA)=4.50, 3-Kalani Ross (HAV)=4.05, 4-Gianni Porcari (PER)=3.85
7.a: 1-Johnny Noris (EUA)=15.25, 2-Wesley Leite (BRA)=11.50, 3-Renato Aguirre (CHL)=5.50, 4-Tomas Tudela (PER)=3.50
8.a: 1-Kevin Sullivan (HAV)=12.65, 2-Cristian Merello (CHL)=10.90, 3-Teale Vanner (AUS)=7.85, 4-Martin Passeri (ARG)=3.30
———–baterias que vão abrir a quinta-feira:
9.a: Miguel Tudela (PER), Jeronimo Vargas (BRA), Tales Araujo (BRA)
10: Paulo Moura (BRA), Eala Stewart (HAV), Diego Medina (CHL), Jorge Soto (CHL)
11: Halley Batista (BRA), Max Longhurst (AUS), Brad Ettinger (EUA), Lucas Silveira (BRA)
12: Lucca Mesinas Novaro (PER), Myles Laine-Toner (HAV), Travis Beckmann (HAV), Danilo Cera (CHL)
13: Dimitri Ouvre (BLM), Alonso Correa (PER), Martin Jeri (PER), Nicolas Undurraga (CHL)
14: Guillermo Satt (CHL), Cristobal de Col (PER), Tristan Aicardi (CHL), João Chianca (BRA)
15: Paul Cesar Distinguin (FRA), Nahuel Amalfitano (ARG), Schuyler Allen (HAV), Roberto Araki (CHL)
16: Francisco Bellorin (VEN), Jacob Szekely (EUA), Juan Arca (ARG), Leon Landea (CHL)

SEGUNDA FASE – baterias já formadas com os resultados da quarta-feira:
——–1.o e 2.o=Terceira Fase / 3.o=17.o lugar (US$ 700 e 300 pontos) e 4.o=25.o lugar (US$ 600 e 280 pts):
1.a: Sebastian Correa (PER), Lucas Chianca (BRA), Alvaro Malpartida (PER), Joaquin Del Castillo (PER)
2.a: Kiron Jabour (HAV), Manuel Selman (CHL), Yago Dora (BRA), Nicolas Vargas (CHL)
3.a: Robson Santos (BRA), Andy Criere (FRA), Wesley Leite (BRA), Christian Merello (CHL)
4.a: Alcides Lopes (BRA), Luan Wood (BRA), Johnny Noris (EUA), Kevin Sullivan (HAV)

Tags:, , , , , , , , , , , ,