Filipe Toledo e Alex Ribeiro se enfrentam nas quartas de final do US Open

By WSL South America | 2 de agosto de 2015 | noticias

Os paulistas Filipe Toledo e Alex Ribeiro foram os únicos brasileiros que venceram suas baterias no sábado, mas irão se enfrentar nas quartas de final que abrem o domingo e só um vai continuar na disputa do título do Vans US Open of Surfing na Califórnia. Filipe busca o bicampeonato em Huntington Beach e despachou o sul-africano Beyrick De Vries. Alex bateu o francês Maxime Huscenot no duelo seguinte e pode confirmar sua entrada na elite do WCT se vencer essa segunda etapa do QS 10000 nos Estados Unidos. Já o cearense Michael Rodrigues e o catarinense Tomas Hermes perderam nas oitavas de final e ficaram em nono lugar no campeonato, com cada um marcando 3.700 pontos no ranking do WSL Qualifying Series.

Filipe Toledo (Foto: Sean Rowland – WSL)
Filipe Toledo (Foto: Sean Rowland – WSL)

O sábado até começou com boas ondas de 2-3 pés em Huntington Beach, mas no decorrer do dia as condições foram se deteriorando e longas calmarias dificultaram ainda mais a atuação dos surfistas. No primeiro duelo do dia, não faltou oportunidade para os dois competidores e o norte-americano Nathan Yeomans acabou levando a melhor sobre o cearense Michael Rodrigues, somando notas 7,50 e 6,67 contra 7,57 e 6,17 do brasileiro no placar encerrado em 14,17 a 13,74 pontos. Yeomans agora terá um confronto direto com o também norte-americano Kanoa Igarashi, por vaga na lista dos dez surfistas que o WSL Qualifying Series classifica para o WCT.

Com a vitória sobre o australiano Adam Melling, Kanoa assumiu a última posição no G-10 e Nathan está logo abaixo dele. A segunda quarta de final será entre o australiano Ryan Callinan e o japonês Hiroto Ohhara, que vem sendo a grande surpresa da semana no Vans US Open of Surfing. Depois vem a bateria verde-amarela entre Filipe Toledo e Alex Ribeiro e a última vaga para as semifinais será disputada pelo norte-americano Kolohe Andino e o havaiano Tanner Hendrickson. Os classificados para o domingo já garantiram um mínimo de 5.200 pontos no ranking e quem passar recebe 6.500, enquanto o vice-campeão marca 8.000 e a vitória vale 10.000 pontos que são decisivos na batalha pelas dez vagas para o WCT.

Alex Ribeiro (Foto: Sean Rowland – WSL)
Alex Ribeiro (Foto: Sean Rowland – WSL)

HEGEMONIA BRASILEIRA – O duelo brasileiro das quartas de final reúne os campeões das primeiras etapas com pontuação máxima do ano. Filipe ganhou a primeira em Trestles, também na Califórnia, onde o surfista de Ubatuba mora desde o ano passado. Já Alex faturou o título do Quiksilver Pro Saquarema na “Cidade do Surf” da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. E a outra etapa do QS 10000 esse ano foi vencida pelo catarinense Alejo Muniz, que confirmou o seu retorno a elite do WCT por antecipação com o resultado no Ballito Pro da África do Sul. Filipe e Alex agora vão tentar manter a hegemonia do Brasil no alto do pódio das principais provas do WSL Qualifying Series em 2015.

Filipe Toledo não foi tão brilhante no sábado, como nos dois dias anteriores quando fez os maiores placares do campeonato com seus aéreos “full rotation” nas direitas do píer de Huntington Beach. Dessa vez, ele só surfou uma onda boa que valeu nota 8,00 e foi suficiente para garantir a vitória sobre o sul-africano Beyrick De Vries por 14,50 a 8,24 pontos. O francês Maxime Huscenot também não achou boas ondas contra Alex Ribeiro no duelo seguinte e o brasileiro somou duas notas na casa dos seis pontos na vitória por 12,67 a 8,34 pontos.

Depois, o havaiano Tanner Hendrickson eliminou o neozelandês Billy Stairmand por 14,80 a 13,33 e Tomas Hermes foi batido pelo norte-americano Kolohe Andino, que fez os recordes do dia no confronto que fechou o sábado em Huntington Beach, 16,37 pontos com nota 8,87 na sua melhor onda. Com o nono lugar no US Open of Surfing, Tomas subiu da 75.a para 42.a posição no ranking, enquanto Michael Rodrigues entrou na zona de classificação para o WCT e ocupa a décima colocação com os resultados do sábado na Califórnia.

A primeira chamada para as quartas de final será às 8h00 do domingo em Huntington Beach, 12h00 pelo fuso horário de Brasília, com as semifinais do WCT feminino começando as 10h00 na Califórnia, 14h00 no Brasil. Acesse a transmissão ao vivo da Van US Open of Surfing clicando no banner do evento na capa do www.wslsouthamerica.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – a World Surf League (WSL) organiza as competições anuais de surfe profissional e as transmissões ao vivo de cada etapa pelo worldsurfleague.com, onde você pode acompanhar todo o drama e aventura do surfe competitivo em qualquer lugar e a qualquer hora onde acontecer. As sanções da WSL são para os seguintes circuitos: World Surf League Championship Tour (CT), que define os campeões mundiais da temporada, Qualifying Series (QS), Big Wave Tour, Pro Junior e Longboard. A organização da WSL está sediada em Santa Monica, Califórnia, com escritório comercial em Nova York. A WSL também tem sete escritórios regionais de apoio na organização dos eventos na África, Ásia, Austrália, Europa, Havaí, América do Norte e América do Sul.

————————————————————————

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

————————————————————————

QUARTAS DE FINAL DO QS 10000 VANS US OPEN OF SURFING:

1.a: Nathan Yeomans (EUA) x Kanoa Igarashi (EUA)

2.a: Ryan Callinan (AUS) x Hiroto Ohhara (JPN)

3.a: Filipe Toledo (BRA) x Alex Ribeiro (BRA)

4.a: Kolohe Andino (EUA) x Tanner Hendrickson (HAV)

SEMIFINAIS DO WSL WOMEN´S TOUR VANS US OPEN OF SURFING:

1.a: Bianca Buitendag (AFR) x Johanne Defay (FRA)

2.a: Courtney Conlogue (EUA) x Sally Fitzgibbons (AUS)

RESULTADOS DO SÁBADO EM HUNTINGTON BEACH:

OITAVAS DE FINAL DO QS 10000: Derrota=9.o lugar com US$ 4.300 e 3.700 pontos:

1.a: Nathan Yeomans (EUA) 14.17 x 13.74 Michael Rodrigues (BRA)

2.a: Kanoa Igarashi (EUA) 12.50 x 11.70 Adam Melling (AUS)

3.a: Ryan Callinan (AUS) 14.23 x 13.33 Tim Reyes (EUA)

4.a: Hiroto Ohhara (JPN) 11.93 x 11.43 Mitch Crews (AUS)

5.a: Filipe Toledo (BRA) 14.50 x 8.24 Beyrick De Vries (AFR)

6.a: Alex Ribeiro (BRA) 12.67 x 8.34 Maxime Huscenot (FRA)

7.a: Tanner Hendrickson (HAV) 14.80 x 13.33 Billy Stairmand (NZL)

8.a: Kolohe Andino (EUA) 16.37 x 11.17 Tomas Hermes (BRA)

Tags:, , , , , , , , , , , , ,